O que você vê quando me olha assim?

O que você vê que eu mesma não tenha visto?

Olha-me no reflexo do espelho, pela fresta da porta, através da água da piscina

O que vê eu ou você

O que poderia ser

Pela janela vejo você me olhando

Olha-me e não entendo o que você vê

A mim mesma. O que poderia ser?

Meu coração dispara, vou tentar mais

Uma vez chegar perto

Bem perto de mim mesmo

7 comentários:

Letícia souza disse...

que poema lindo (;
adorei ..

depois da uma passadinha no meu blog:
http://pitchuquinhaa.blogspot.com/

Beijão (;

. disse...

Oi,
Adorei seu blog, é lindo.
Gostei muitos das suas postagens...
E este ultimo esta muito bom.
Te sigo desde já!
Sucesso pra ti!
Bju

http://kalineventura.blogspot.com/

Kallyta Cristina disse...

ahhhhhh que gracinha de blog muito fofo
e adorei seu poema muito lindo


beijos linda

Polyana disse...

Dih, como sempre incrúvel o que escreves.
Também acho que o olhar do outro às vezes me perturba um pouco.
O que será que este outro enxerga não é?

Lindo.

Beijos querida.

@marianalayslla disse...

Nossa ameii seu blog, Parabéns já estou te seguindo continue assim .
bjus

GoOn
http://festadepijamaecia.blogspot.com/

S.Simoncelo disse...

Selinho pra vooc no meu blog..

^^

Anônimo disse...

Parabens :)
lindo de mais o que vc escreve só não é mais belo do que vc, pois vc é mui linda, beijos

www.leandrodemorais.blogspot.com

Postar um comentário