Toda vez que olho pelo elemento vazado e sinto a brisa batendo no meu rosto, olho os quadradinhos e imagino uma vida em pequeninos pedaços e cada pedaço uma parte diferente, um tipo de universo paralelo. Escuto vozes chamando, contorno apenas contornos de rostos.

Abaixo a cabeça e a brisa bagunça o meu cabelo, as vozes se distanciam, assim como os contornos tornam-se borrões distantes.

E então volto a repor os meus óculos e os borrões tomam formas, a paisagem cria uma cor mais empolgante e eu volto a sentir a brisa passar sossegadamente pelo meu rosto, vendo além de contornos e borrões e os universos do elemento vazado fazem sentido novamente

6 comentários:

sei la disse...

Oie!
Nosaa muitooo lindoo esse post.
De uma olhadinha aqui também:http://seila-sei.blogspot.com/

Harah Nahuz disse...

Eu já fiz tanto isso...ficar olhando pelos quadradinhos,afastar um pouco da janela,olhar de lado,me perguntar se as pessoas lá embaixo estão me vendo...e sou miope,sei como é quando a gente põe o óculos!
Lindo teu texto,me fez refletir!
Tô seguindo :)
bjssss
www.dancaharah.blogspot.com

Julliany kotona disse...

Amei o post e seu blog como um todo,lindo msm desde ja te sigo bjs linda;*

deia.s disse...

Adorei aqui.
Layout super fofo, seguindo ..
Se puder segue o meu também?

http://amar-go.blogspot.com/

- Desde já agradeço, beijo :)

Sii Thomazini disse...

Adorei teu blog!
Tudo muito lindo por aqui.

Seguindo-te.


Beejos

Dielma/ disse...

Muitas vezes precisamos mesmo ver "além dos contornos e borrões" para as coisas fazerem sentido. Lindo post!
Tem selinhos prá vc no meu blog. Bjo.

Postar um comentário