Para manter um relacionamento intacto precisa de muito jogo de cintura paciência exemplar e muito tato.

Os relacionamentos minam de várias formas inexplicáveis e as vezes improváveis, um simples atraso poder por fim ao relacionamento de anos.

Um mero suspiro na hora errada já é estopim de uma bela discussão e uma noite no sofá desconfortável da sala.

Como o nascimento de recém nascidos ocorrem a todo instante, também os rompimentos ocorrem com a mesma intensidade ou até mais.

Outro estopim de brigas e términos é a péssima idéia de homens pegarem dinheiro emprestado de uma mulher que ele está namorando, ao menos, é claro que ele queria terminar a relação e seja muito medroso para fazê-lo de uma vez.

Percebe-se que antigamente a pergunta que as mulheres se faziam era “Quem se casaria comigo?” agora uma virada de 180° aconteceu e a pergunta passou a ser “Quem conseguirá se casar comigo?”. As mulheres criaram sua dependência e sua autodefesa com relação ao matrimonio. Já que começavam um relacionamento com uma quantidade desproporcional de decisões que começaram em ansiedade e terminaram em infelicidade.

As mulheres param de cobiçar as alianças. E notaram que não havia nada de especial nas mulheres que as possuíam e não havia nada de errado com as que não as tinham.

Nas questões do amor as pessoas ficam observando e remoendo deprimentes e ridículos casos amorosos. Se perguntando “O que deu errado?” Às vezes apenas perdeu o encanto de uma relação que começou como um conto de fadas, mas que com a convivência percebeu-se que a carruagem virara abóbora e o que eles julgavam ser o diferencial em seu parceiro se tornou seu pior pesadelo.

A traição é o ápice do fim de muitos relacionamentos. Quando as mulheres traem e pelo lado mais emocional do que pelo apelo sensual. Elas vão à busca de carinho e compreensão que não encontram mais em seus companheiros.

O homem por outro lado trai simples e unicamente pelo apelo sensual. Traem e acha uma forma natural de agir, uma forma de mostra sua “masculinidade”.

As mulheres vão à busca de relacionamentos duradouros, já os homens por outro lado saem em busca de diversão e parceiras exclusivamente momentâneas e com um período de validade.

Quando o casal tenta superar uma traição acaba-se por cair no mar de dúvidas, a confiança fica instável, começa um jogo de controle e até mesmo uma certeza de uma nova traição.

Uma traição que as vezes nem se confirma, mas com a descoberta no caso antigo e o imperialismo do ciúme a pessoa sente e acredita numa traição inexistente. Sobrecarregando o casamento de insegurança e medos.

Dizem e eu acredito que quando as pessoas são traídas elas não percebem, mas quando não existe a traição a pessoa absorve uma certeza que foi traído.

Não acho que exista uma terapia para tentar achar o por que ocorrem crises e rompimentos em um namoro.

As pessoas tendem a impulsionar o fim de seus relacionamentos mesmo que eles nem percebam, às vezes involuntariamente, fazem algo que magoa e que deixa o seu parceiro em dúvida.

A vida não é uma certeza absoluta. Aprendemos com nossos erros e a cada termino você adquiri um conhecimento de si próprio além de um maior conhecimento do que lhe agrada no outro.

Ninguém terá um mar de rosas em um relacionamento e também se perde o encanto quando não se tem uma brigazinha, os relacionamentos não foram feitos para a certeza absoluta, mas sim para uma busca constante da felicidade a dois.

4 comentários:

Gêeh Jr. disse...

textoo maraa demaaiz *--* Maaiz discordoo apenaas dee umaa coizaa , o homeen naaun traai por masculinidadee , e siin pqee as muiée hj em diaa naaun estãao dandoo maaiz valoor aoo homeen :D'

A!!ªN disse...

bom o texto... mais a casos e casos. eu acho que quando outra pessoa traí a outra é por que ela não está feliz, ou se sente incompleta (tanto homem como mulher)... ou mesmo por que é sacana e nunca está satisfeito com o quem tem.

Mony disse...

Eu penso que quando existe traição de ambas as partes é porq esta faltando algo em casa. Quando o vazio começa a imperar, a rua é o melhor lugar pra buscar algo que complete o vazio.

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Terminei de ler seu texto enorme

Nós sabemos que o amor se modifica com o tempo. Mas, eu ainda acho que tem a ver com escolhas. Você se acostuma ou você o deixa, simples.

Pq o amor se modifica com tempo? Pq quando nos apaixonamos de certa forma nos cegamos com relação a certas características do parceiro.

Com o tempo a relação esfria... isso é inevitável...pq aquela exarcebação das qualidades do parceiro se esvaem e caímos na realidade que ele não é assim...digamos...tão especial como você pensava... vc se cansa..."broxa"...a relação acaba...você parte para outra..

Parece simples mas não é... ninguém gosta de se acostumar com a mesmice... por isso que a maioria deixa e parte para outra...


Beejo;]

http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/

Postar um comentário