Alguém já se questionou do valor de uma vida? Ou então o valor de sua própria vida?

Será que damos a importância necessária, sabemos lidar com as dificuldades e os sustos que a vida nos prega?

Tenho minhas dúvidas, estamos fadados ao conforto do descontentamento, preferimos a perda do à luta. Desistimos com uma rapidez assustadora quando uma dificuldade é imposta. Será que estamos cansados demais para tentar? Tenho certeza que não. O que temos é um conformismo exagerado. Um quê de “Tudo bem, não ia dar certo mesmo.”

Estamos vivendo a sombra do derrotismo, humilhamos nossas perspectivas e nossas vontades por pura covardia.

Nossa sociedade está em um lamaçal. Onde corrupção, drogas, viciados, prostitutas, moradores de ruas, prostituição infanto-juvenil tudo isso se tornou parte do pacote de uma sociedade que afoga no último vestígio de esperança. Para eles e para alguns de nos isso se tornou coisa “natural” da vida.

Adaptaram-se com o que para eles não tem mais jeito. Esqueceram que muitos não escolheram a vida que levam que estão presos a areia movediça do conformismo e da falta de oportunidades e de um governo que finge se importar, mas que na verdade fecha os olhos é deixam os afundarem.

Perderam o valor da vida, já que uma vida a mais uma a menos não está fazendo a diferença.

Estamos perdendo o calor humano, todos querem ser o centro de um palco em destruição. O “eu me importo” se tornou jogada de marketing e uma forma de levantar sua parte sem levantar grandes suspeitas.

Enquanto alguns sorriem com conquistas dos outros, outros choram pela falta de esperança em suas vidas.


Será que é tarde demais para saber o real valor de sua vida?

3 comentários:

A!!ªN disse...

eu assino embaixo..estamos vivendo em um mundo de conformismo geral em que tudo é considerado normal ou comum....e as pessoas não se esforçam para sair das situações de miséria

Gêeh Juniior *-* disse...

- verdadee , hjee en diaa , qeen sabee curtii a vida teen vidaa longaa :D . Hoje em dia as pessoas , parecee estar com preguiça dee correr atras dos sonhos , nun bastaa sonhaar see naaun tiveer lutaa .
Bjoos :*

Emilly disse...

Achei pesadas palavras, adjetivos colocados tão veracidamente, a situação não é das melhores, a cada dia o humanismo vem se deixando levar pelo capitalismo, mas nao generalizaremos,pq eu ainda acredito num mundo mais irmão!

Postar um comentário