O que é está acima do peso?


Será que é quando aquela sua calça divina não entra mais ou quando você percebe que pulou do tamanho 38 para o 42 e logo depois passou para o tamanho 44. Mesmo sabendo que quando usava 38 você ainda estava na adolescência, na parte de sua vida em que seu corpo ainda está em formação, mas as mulheres tem a tendência de achar que estão acima do peso, já que aquela amiga pode vestir 38 ou 40 por que ela que usar 42.

Começa a ser achar inferior e achar que seu peso não é o “natural” ou o idealizando pelos rapazes. Com isso passa também a idolatria pelo corpo que julgam ser perfeito, sentem inveja das modelos magérrimas que a mídia incentiva dizendo que é um novo padrão, que são as mulheres de uma beleza invejável e que servem de expiração para muitas mulheres e jovens.

O tamanho 44 e até mesmo o 42 começou a ser exorcizado pelas mulheres, que começaram a notar que as lojas tinham um novo padrão de PP, P e no máximo tamanho M.

Um ultraje e um trampolim para a sede pelo corpo perfeito.

As mulheres passaram a se sentirem gordas usando tamanhos que antes eram idealizados. Assim também nasceu o exagero, já que para algumas o tamanho 38 já era sinônimo de um peso superior as expectativas e foram em busca do tamanho 36.

Esqueceram que seu corpo precisa de fontes de energia constantes e cm o controle absoluto de uma alimentação inferior ao necessário e com a nova onda de comerem e botarem os bofes para fora longo em seguida. Seu corpo começa a falhar e pedir arrego não agüentando a fome e a falta de nutrientes.

Nascendo assim um novo tipo de mulheres: as anoréxicas e as bulimias, mulheres doentes e debilitadas que não enxergam o quanto seu corpo está fraco. Olham-se no espelho e vêem o que já está programando “ to enorme de gorda” ou “ olha quanta celulite”, mas na realidade seu corpo começou uma degradação constante, uma perda de peso até mesmo assustadora. O que elas vêem como “gorduras” ou “celulite” é uma visão irreal, já que na realidade os ossos estão visíveis e há uma fina camada de pele.

Começam a não aceitar elogios sinceros, questionam que as pessoas estão tirando saro ou dizendo isso para agradá-la.

E assim com a alimentação falha e dietas cada vez mais mirabolantes e sem contar cirurgias estéticas à mulher molda seu corpo.

A mídia joga o que elas chamam de incentivo, mas que na verdade é uma forma única e absoluta de obter o tão esperado lucro.

Quando se passa diante de uma banca de jornal se vê revistas atrás de revistas dizendo “Dez dietas para o corpo perfeito”, “ O novo chá milagroso”, “Emagreça 10kg em 5 dias” e por aí vai, sem contar as capas que exaltam mulheres no auge do que eles afirmam ser o peso ideal.

As mulheres deixaram de olhar o preço no mercado para olharem primeiramente quantas calorias o produto tem e se puderem compram diets e ligths. Vai dizer que não é frustrante sair com uma pessoa, ou melhor, uma mulher e ela dizer: “Aí sabe quantas calorias tem esse pedaço de pizza”, “Não tomo refrigerante dá celulite”, “Não quero sobremesa, você tá querendo me engordar” aff. É uma coisa chata e irritante.

Uma pergunta que sempre me faço: “Qual homem em sã consciência namoraria uma contadora de calorias?”. Já é um pore sair com amigas que ficam comentando as calorias que você come que dirá um namorado (a).

Queria saber onde foi para a sanidade das pessoas “O que vale mais um esqueleto de grife ou um corpo saudável e com imperfeições naturais? Como já disseram antes “uma mulher sem celulite só pode ser travesti”. Celulite é uma conseqüência natural da vida, até bebês as têm.

Quanto vale o corpo perfeito? Alguns agudos vômitos diários? Uma pele ressecada com a falta de nutrientes? Uma perda de peso excessiva? Ou uma passada básica pelo necrotério?

O perfeccionismo agora virou a nova regra uma tendência rigorosa. Começou a briga pelo espelho do banheiro, um duelo entre homens e mulheres pela sobrancelha perfeita.

As mulheres são impostas a “maquinas de tortura”: cintas, espartilho, plásticas. Tudo em busca da silhueta perfeita, corrigindo imperfeições inexistentes.

A futilidade tem que se posta à prova.

Duas coisas são certas a 1ª “Pobre não pode virar vegetariano se não morre de fome.” 2ª “Não é gordura é excesso de gostosura”.

As mulheres têm que pararem de se torturar, comece a reclama quando você chegar ao tamanho 50 e mesmo assim só reclame se não se sentir bem consigo mesmo ou se seu corpo de evidências de que a algo errado.

1 comentários:

A!!ªN disse...

gostei muito dos seus textos..
to te seguindo...
da uma visita lah
bjao
http://www.allanpenteado.blogspot.com/

Postar um comentário