Estamos vivendo em um mundo em que um furo de reportagem é mais importante do que o bem estar das pessoas, repórteres e fotógrafos fazem de um tudo por uma “boa” reportagem ou uma “bela” foto, nem que isso custo a vida deles mesmo ou de outras pessoas.
Criou-se uma tendência onde nem os mortos têm descanso, claro isso é se você for um presunto rico e famoso. Agora se você for um pobre coitado o máximo que você consegue é sair no obituário local e isso também varia, às vezes nem isso se consegue.
Se você é famoso seu enterro vai demorar “anos” para acontecer, pois faz autopsia disso e daquilo outro.
Agora se você for pobre fazem qualquer negócio para se livrar do corpo, se deixarem te enterram numa cova rasa, mesmo você ainda dando os seus últimos suspiros de vida.
Tudo não passa de negociatas se você tem $ meus parabéns vai ser tratado como um rei, agora se for o contrário te prepara, pois vai sofre mais que o necessário.
Enquanto um pobre coitado é enterrado com o mínimo de pessoas presentes, o rico é enterrado com um mar de gente presente.
Pessoas que às vezes nem conheciam o falecido “ao vivo”, mas que estão lá derramando rios de lágrimas, ou simplesmente querem tirar algum proveito da situação.
As negociatas são tantas que nem esperam o corpo esfriar é já estão pensando em como lucrar com isso.
O triste é perceber que a pessoa não tem o direito de morrer em paz, enquanto o morto espera seu enterro os familiares negociam a venda de ingressos para o velório. Fazem de tudo para ganhar umas verdinhas a mais.
E os pobres têm que suar para poderem pagar pelo velório e o caixão.
Enquanto as pessoas ficam paparicando os mortos, os vivos que ainda tentam respirar nos hospitais são negligenciados, abandonados e desrespeitados por aqueles que juraram ajuda-los.
Tenho fé que algum dia eles percebam o que fizeram e o que estão fazendo e percebam que é muito melhor dar importância para aqueles que realmente precisam e dar também um descanso para aqueles que já se foram.

1 comentários:

Emilly disse...

Concordo plenamente, mandou bem!
Disse tuuudo.:)

Postar um comentário