Achei que poderia navegar sem naufragar

Achei que chegaríamos bem

Achei que teríamos sempre dias bons

Mas as tempestades e tormentas nos alcançaram

Queria poder tornar sonhos

Reais

Guiar sua alma de encontro a minha

Queria poder todas as dores e medos enfrentar e vencer

Queria poder tornar reais as esperanças e simplesmente sermos felizes

Mas nada foi como deveria ser. O fim chegou muito antes do que esperávamos.

Lembrarei de seus sonhos, do seu rosto a milímetros do meu.

Ainda a sinto aqui

Não tenho dúvidas que continuaremos de onde paramos.

Mas saiba:


As estrelas no céu me trazem a esperança de te amar novamente.

5 comentários:

Larissa Matos disse...

Que lindo, adorei!
Estou seguindo o seu blog :)
http://leituradaestante.blogspot.com/

Al Reiffer disse...

Tu escreves bem, parabéns!

Lady Makaveli disse...

Gostei muito do seu blog Parabéns !
Também tenho um blog de poesias mas não são de minha autoria, quando puder de uma passadinha lá. Abraços
http://aultimadosedevc.blogspot.com.br/

Diogo Menezes disse...

Muito legal, o blog ta bem legal !

tenho uma pagina no facebook sobre reflexões e pensamentos, talvez vc goste !

https://www.facebook.com/poetizandooficial

Claudia Halley disse...

Dih, me identifiquei de mais com este poema, de menos com a parte que fala do fim. Enquanto houver amor ainda tem chance de recomeçar, por isso achei lindo o fim q vc fala das estrelas.

Postar um comentário