Quantas vezes fechamos os olhos e contamos até dez, cem e respiramos fundo, tentando não pensar em como a pessoa a nossa frente faz o nosso sangue ferver, mas sabemos em nosso interior que apesar de toda raiva que aquela pessoa nos faça, não podemos perder a cabeça.

Quantas vezes ignoramos aquela voz que nos diz e logo depois contradiz sem meio mais.

Somos tachados de tudo, queremos liquidar aquele ser perturbador que zomba de nos.

Mas mesmo com todo esse podre que a vida traz tento não pensar em como fica bem o pescoço daquela pessoa preso entre minhas mãos, mas não, respiro fundo, penso em coisas que me deixam feliz.

Ah, mas há momentos em que o pensamento que me deixa feliz evapora e some, o sangue sobe, a paciência deixa de existir, então eu deixo a raiva fluir.

Um aviso já me deram e ignorarei que a raiva que me alimenta cimenta meu ser.

Não me desespero, pois quando fecho os meus olhos para contar e respiro para me acalmar o ar traz novas ondas de ternura que me faz voltar a te amar.

13 comentários:

Polyana disse...

Nossa Diane, amei o sei blog.
Lindas palavras. TUDO lindo.
Parabéns *-*

Ah o livro "Cai o pano" das suas indicações é o da Agatha Christie? Se for, tb é um de meus preferidos.
Mais uma vez parabéns.

beijos.

Polyana disse...

Eu que agradeço \o/
Poxa, já li um monte do que você escreve.
Cada coisa mais linda que a outra. Rsrs. Também sou viciada na Agatha. Já li quase todos dela.

;*

Thiemi disse...

Adorei o seu blog, muito lindo o seu texto.
Parabéns, flor! *-*

@Axcel09 disse...

Já estou te seguindo Linda!

http://crazysdemais.blogspot.com/

Mariana Santiago disse...

estou de seguindo!!!
Segue o meu.

http://misturebadamari.blogspot.com/
Uma mistura de toda insanidade mental que me corrói

Carla Reichert disse...

Incrivel seu blog, me parece tão jovem, escreve tão bem.Seu texto é ótimo e as palavras que vc utiliza para escrever são de um vasto vocabulário. Fico feliz!!!!

abraços

d. carollina disse...

Obrigada por seguir. Se identificou com o meu "about me"? Que legal, ASIUDHUF *-* aliás, também leio Agatha Christie. Ah, quero manter contato, se tiver um e-mail :)

Allan disse...

Gostei do texto, e ri também, porque é assim mesmo que acontece...

a melhor parte: tento não pensar em como fica bem o pescoço daquela pessoa preso entre minhas mãos...

é assim mesmo, sempre têm pessoas que querem nos fazer perder o chão, mas se perdermos é porque estamos dando valor a essas pessoas, vamos esquece-las em vez de alimentar nossa raiva!

tamara furlan disse...

amei o blog, que texto mais profundo esse!

LegalJunior disse...

lindo texto
ótimo blog

abraços

http://legaljunior.blogspot.com/

LegalJunior disse...

ah! to seguindo :)

Andrielle Gomes. disse...

flor me ensina a não deixar minha raiva fluir! kk
principalmente quando o motivo de tanto desespero é aquela pessoa que a gente mais ama. é incontrolavel!
adorei aki.
xeero :)

CS1993 disse...

adorei o blog ;)
vou voltar
CS1993
<3

Postar um comentário