Vivemos em um mundo onde a desigualdade impera. A violência, a fome, o desespero, a angustia, a pobreza, o desemprego, a exclusão social são como irmãos que se unem como unha e carne.


A carne que falta nas mesas de muitas pessoas não só brasileiros, mas de muitas pessoas do nosso planeta.


Vemos publicidades dizendo que um local é perfeito de se morar, atribuem a essa propaganda uma imagem de uma “família feliz”, com um exemplo de boa vida.


Como se isso fosse à realidade, a verdadeira realidade é que muitos jovens não sabem o que se reunir para o jantar.


Quando vemos pessoas necessitadas, torcemos o nariz, esquecemos que podia ser um de nós, algum conhecido, um irmão. Esquecemos que aquilo pode acontecer com qualquer um e acontece em muitos lugares. Nesse exato momento existem crianças que choram não por manha, mas por fome.


Os políticos dizem em suas campanhas que se eleitos vão acabar com a miséria, que vão dar um basta na violência e na desigualdade. O que vemos são dinheiros sendo lavados para contas no exterior, viagens de férias e mais fome, mais desemprego, mais um abismo entre eles e os que precisam.


Como seres humanos deveríamos nos unir nos apoiar e lutar para o fim da desigualdade.


Vamos construir uma ponte para acabar com esse abismo injusto e desumano.



2 comentários:

K∂riиє* Smith. disse...

Nao quero soar pessimista, mas acho dificil a gente estar aqui quando as coisas mudarem, se e' que esse dia vai chegar...
Mas, quem sabe a humanidade me surpreende e me mostre que estou errada???

beijos meus

DahDah disse...

Eu espero q pelo menos de um jeito porque do jeito q esta nao da pra ficar

Postar um comentário