O alarme soa mais uma vez estridente e novamente o corre-corre recomeça. Pessoas se chocam umas nas outras. Tentam achar a saída mais segura do abismo que se encontram.


Agarram-se em qualquer galho seco para não afundarem mais, são sugados, devorados pelo imenso abismo.


Estamos satisfeitos com o beneficio da dúvida. Se devermos agarrar as oportunidades completamente, sem ponderá os prós e os contras. É só agirmos no esquema, mesmo que não seja o correto.


Teremos nosso próprio desenvolvimento, cresceremos, lucraremos, viveremos na satisfação da felicidade movida pelo dinheiro e pelo poder.


A globalização acontece a cada segundo, dentro de sua casa mesmo algo às vezes se, muita importância torna-se crucial. Tão crucial quanto sua pulsação. O mundo gira e gira. Há cada volta milhões de coisas tornaram-se cruciais, tornaram-se ultrapassadas, algo “grandioso” foi criado, um vírus gerou uma polêmica, o medo se espalhou, políticos roubaram e riram do povo.


O brilhantismo do desenvolvimento é uma festa em que alguns se divertem e outros batalham para esquecer por estavam ali.

1 comentários:

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

a culpa não é exatamente da globalização... a culpa é dos diversas exclusões que acontecem por causa de uma sociedade capitalista... o que acontece a muito tempo... desde antes do termo "globalização" ser criado...

Visita ae qq hora:
http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/


Bej

Postar um comentário